Sem categoria

Distill the life thats inside me

Segundas-feiras têm justificado a fama de serem insuportáveis, talvez não tanto quanto as terças, certamente menos que as quintas, mas nunca tão ruins quanto as noites de domingo, as tardes de sábado e as manhãs de sexta-feira.

Estou lendo O Vendido, de Paul Beatty. Sinto vontade de abraçar esse cara. Assim como sinto vontade de abraçar Gary Clark Jr. O Vendido é para ler ouvindo Gary Clark Jr., especialmente The Story of Sonny Boy Slim.

Mas o quero mesmo é algo como Agarre a vida, de Saul Bellow. Sinto-me como Tommy Wilhelm a essa altura da vida. Bem, acho que me sinto como ele desde meus 16 anos. Por falar em vida pensei em algumas certezas que você precisa ter para seguir adiante:

1- Você não será feliz – ao menos não totalmente;

2- Você não ficará rico – muito rico eu quero dizer-, ao menos não nesse país;

3- Você será esquecido completamente logo após abotoar o paletó – ou seja, é impossível lutar contra a morte e o esquecimento.

Dito isso, é só seguir em frente, conhecer pessoas originais e divertidas, viajar, fazer sexo com regularidade e ouvir Church, de Gary Clark Jr., tomando uma garrafa de vinho e pensando em como a arte pode salvar um dia. Ou uma vida.

Benett

BenettCartunistaChargista

 

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s